Restauração Florestal de 05 Hectares de Mata Atlântica na Área de Proteção Ambiental de Palmares

Sobre

Situação: Em contratação

Data de aprovação: 30/05/2019
Unidade de Conservação: APA Palmares
Município: Paty do Alferes
Proponente: Município Paty do Alferes
Instrumentos: Restauração florestal
Gestor Operacional: IDG

Descrição:

Alta relevância da UC para a conservação da biodiversidade fluminense, principalmente por estar localizada no corredor de biodiversidade Tinguá-Bocaina e próxima a duas Reservas Biológicas.

O bairro Palmares - inseridos um RVS e uma APA - de relevante importância para o município de Paty do Alferes - responsável pelo abastecimento de água da região urbana de todo o 1° Distrito (67,6% - PMSB/2015).

A vazão necessária para abastecimento do 1º Distrito de Paty do Alferes é de 56,0l/s. Em período de estiagem chegamos a 12,0l/s e transposição no período de 15 horas diárias, à razão de 30,0 l/s (CEDAE/2019).

A região tem 7,3% de cobertura florestal em seu território segundo dados do SOS MATA ATLÂNTICA (2017).

Conforme o Atlas dos Mananciais de Abastecimento Público do ERJ, Palmares é caracterizada:
- “ÁREA DE INTERESSE DE PROTEÇÃO E RECUPERAÇÃO DE MANANCIAIS – AIPM”,
- “Área Prioritária para Restauração Florestal visando à Proteção de Mananciais – APRF”
- Trata-se de área focal para atuação do Programa “PACTO PELAS ÁGUAS”.
 

Objetivo Geral

Ampliar a recarga hídrica do município através da Restauração Florestal de um trecho Mata Atlântica na APA Palmares, município de Paty do Alferes e consequentemente conservar a biodiversidade local.

 

Objetivo Específico

Restauração florestal de 05 (cinco) hectares de Mata Atlântica de um total de 20 (vinte) hectares de áreas públicas no interior da Área de Proteção Ambiental - APA Palmares.

Sobre o Fundo da Mata Atlântica

O Fundo Mata Atlântica (FMA-RJ) é um mecanismo inovador que permitiu ao Rio de Janeiro subir novo patamar na utilização das COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS.

A possibilidade de o empreendedor depositar os recursos de Compensação Ambiental num “fundo” privado e de destinação pública, que deu ganho de escala e eficiência na gestão das Unidades de Conservação do Estado do Rio de Janeiro.

Conheça o FMA-RJ e veja como esse mecanismo pioneiro, eficiente e eficaz, estruturou as áreas protegidas no Estado do Rio de Janeiro para cumprir seus objetivos e abriu este espaço rico em biodiversidade para a população, proporcionando bem estar a todos.