Projeto de Restauração Florestal de Mata Atlântica nas Áreas de Atuação do Projeto Conexão Mata Atlântica na Região Noroeste do Estado do RJ

Sobre

Situação: Em contratação

Data de aprovação: 30/05/2019
Unidade de Conservação: Refúgio da Vida Silvestre do Chauá
Município: Cambuci, Italva
Proponente: SEAS/Subcon
Instrumentos: Restauração florestal
Gestor Operacional: IDG

Descrição:

O projeto está direcionado na abrangência de dois municípios, a saber Cambuci e Italva, localizados na região norte-noroeste do estado, pertencentes à Região Hidrográfica do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana. Caracterizam-se por terem áreas de bacias hidrográficas e microbacias historicamente degradadas e em formação florestal semidecidual. Tal região apresenta os mais baixos índices de cobertura florestal e por sua vez os maiores de pastagem do estado. As ações de restauração florestal no Estado do Rio de Janeiro priorizam: mananciais de abastecimento público; áreas de preservação permanente (APPs); áreas possíveis de recuperação assim identificadas no Cadastro Ambiental Rural (CAR/PRA). Em ação conjunta com a atuação do projeto Conexão Mata Atlântica, que atualmente aponta áreas relevantes para restauração na região e mobiliza agricultores locais interessados, a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade objetiva restaurar 5 hectares de áreas degradadasna região. A restauração ecológica na região além de reconstituir e garantir a manutenção da biodiversidade e de diversos serviços ecossistêmicos pode exercer uma função importante de catalisar o crescimento econômico com geração de renda e redução da pobreza, melhoria do fornecimento de água urbana, mitigaçao de missão de CO² e sequestro de carbono, redução da erosão do solo, e de riscos de inundação, além de estimular formas sustentáveis de economia.

 

Objetivo geral do projeto:

Restaurar áreas estratégicas para a política de recuperação ambiental do estado por meio da restauração ecológica de áreas de preservação permanente às margens do Rio Muriaé e com isso, reconstruir e garantir a manutenção da biodiversidade e dos serviços ecossitêmicos.

 

Objetivos específicos do projeto:

1 - mobiliar áreas de proprietários rurais locais junto com o projeto Conexão Mata Atlântica; e

2 - restaurar 5 hectares de áreas degradadas em APPs, consideradas estratégicas pelo diagnósticos do Projeto Conexão Mata Atlântica possibilitando a formação de corredores ecológicos e a recuperação de ecossistemas ameaçados.

 

Sobre o Fundo da Mata Atlântica

O Fundo Mata Atlântica (FMA-RJ) é um mecanismo inovador que permitiu ao Rio de Janeiro subir novo patamar na utilização das COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS.

A possibilidade de o empreendedor depositar os recursos de Compensação Ambiental num “fundo” privado e de destinação pública, que deu ganho de escala e eficiência na gestão das Unidades de Conservação do Estado do Rio de Janeiro.

Conheça o FMA-RJ e veja como esse mecanismo pioneiro, eficiente e eficaz, estruturou as áreas protegidas no Estado do Rio de Janeiro para cumprir seus objetivos e abriu este espaço rico em biodiversidade para a população, proporcionando bem estar a todos.